quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Criminoso que participou de rebelião em Pedrinhas faz proteção de Gláucio Alencar


Por Luís Pablo 
Agiota Gláucio Alencar
Agiota Gláucio Alencar
Desde quando foi preso pela acusação de ser o mandante e financiador do crime do jornalista Décio Sá, que o agiota e “empresário” Gláucio Alencar vem recebendo a proteção de um assassino de alta periculosidade no Comando Geral da Polícia Militar. Trata-se do vulgo Rony Boy, um dos criminosos responsáveis pela chacina da rebelião de Pedrinhas em 2010, que resultou na morte de 14 detentos, sendo 3 decapitados.
Roney Boy, segundo o blog apurou, troca “bilhetinho” com Gláucio dentro da cela, que fica ao lado da sua. Ele tem dado todo suporte para o agiota dentro do Comando Geral da PM.
Durante a revista realizada anteontem (segunda-feira), foi encontrado 3 celulares na cela em que Roney Boy encontra-se sozinho.
Suspeita-se que um desses celulares estaria sendo usado por Gláucio, que mantinha contato com seus “funcionários” para saber se os credores, supostamente prefeitos, estariam fazendo os pagamentos.
Gláucio Alencar está preso na mesma cela com o seu pai, Miranda Alencar, e com Fábio Aurélio, o Buchecha. Na posse deles, está todo o inquérito do processo do caso. Todos os dias eles fazem anotações para não caírem em contradições.
Abaixo as imagens do que foi apreendido dentro da cela de Roney Boy:






Nenhum comentário:

Postar um comentário